sexta-feira, 4 de junho de 2010

Quinta da Fata Touriga Nacional 2007 Tinto

Português:

Vinho monocasta feito de Touriga Nacional.

Aparência:
Cor granada escura, quase opaca. Lágrima escorre lentamente no copo.

Aromas:
Que bouquet! Amoras maduras. No fundo sente-se cheiro a terra e ligeiro floral. Muito aromático.

Palato:
Meio doce, arredondado na boca, o sabor a frutos silvestres aparece concentrado sob forma de compota, sem contudo os açucares serem exagerados. No fundo sente-se a presença constante de cassis. É um vinho guloso. Tem acidez viva e taninos macios.

Final:
Longo.

Conclusão:
Casa bem com carne assada. Eu prefiro pessoalmente os Tourigas menos gulosos, mas este também tem brilho.

Do mesmo produtor:
Quinta da Fata Reserva 2006 Tinto


Site do produtor:
http://www.quintadafata.com/

English:

Single variety wine made from Touriga Nacional.

Apperance:
Dark garnet colour, almost opaque. Tear runs slowly into the glass.

Aroma:
This is a must bouquet! Ripe blackberries. At the bottom layer hits of earth soil and a light floral. Very aromatic.

Palate:
Medium sweet, round, taste concentrated wild berries like fruit jam, but sugars are in right proportion. Deep down you feel the constant presence of cassis. This wine is appetizing. It has lively acidity and soft tannins.

Finish:
Long.

Conclusion:
Perfect for roast meat. I personally prefer other Tourigas, but this one is not bad at all.


From the same producer:
Quinta da Fata Reserva 2006 Tinto



Producer's Web site:
http://www.quintadafata.com/

2 comentários:

Anónimo disse...

Um vinho "novo", de 2007 apresenta bouquet? Sempre pensei que o bouquet apenas estivesse presente em vinhos de maior idade estando directamente relacionado com aromas terciários...

um abr.

João

Ligurio disse...

João:

O Drikedin sempre esteve alinhado com os valores da contra-cultura e por isso consideramos que o perfume deste vinho exalado desde o momento em que é vertido no copo decomposto nas três camadas referidas é um senhor bouquet, ao contrário de outros que é preciso efectuar alguma aspiração no copo para de lá extrair alguma coisa.