quinta-feira, 17 de Julho de 2014

Pó de Poeira 2001 Branco

Aromas a floral e maioritariamente limão com algum pêssego.

Seco e contraído no inicio, liberta-se de seguida. É um vinho que não se pode engolir depressa , pelo que os que têm sede de o beber, vão achar que o vinho não tem alma. É por isso necessário submeter-se ao capricho do bicho. Marcadamente limonado no inicio,  muda para pêssego seco no fim que se vai evaporado à medida que o registo do limão perdura. Interessante transição.

Final médio.

Classificação: ★★★☆☆


Floral notes, mostly lemon with some peach.

Dry and contracted at first, but then sets it free. It is a wine that you can not "swallow" quickly, that those who have thirsty to taste it will find that wine has no soul. Therefore is necessary to submit to the whim of the animal. Markedly lemony at first, changing to dry peach at the end that evaporates as the lemon lingers around the corner. Interesting transition.

Medium finish.

Rating:  ★★★☆☆

Casa dos Zagalos Reserva 2007 Tinto

Feito a partir de um blend das castas Trincadeira, Aragonez, Alicante Bouschet e Cabernet Sauvignon.

Aroma negro a ameixa preta.

Vinho encorpado, enche a boca de ameixa preta madura que até se desfaz. Bem doseado de especiaria, tabaco e ginja em calda.

Final longo.

Classificação: ★★★☆☆

Mágico para o inverno à lareira.


Made from a blend of Trincadeira, Aragonez, Alicante Bouschet and Cabernet Sauvignon.

Dark plum aroma in the nose.

Full bodied wine, fills up the mouth with dark ripe plum. Great balance with spice, tobacco and cherries in syrup.

Long finish.

Rating:★★★☆☆

Magic red to be drunk close to the fireplace.

Portal da Calçada 2013 Branco

Feito a partir de Loureiro, Trajadura, Arinto e Azal.

Fruta estival madura no nariz.  Pêssego e algum floral.

Na Boca é leve, mas o gaseificado dá a entender que estamos a caminho de um espumante porque ganha volume na boca. Tem pêra no início,  depois fica bastante mineral, andam lá sinais de melão e um pouco de ameixa.

Final médio.


Classificação: ★★☆☆☆

Nota: garrafa oferecida pelo produtor.

Made from a blend of Loureiro, Trajadura, Arinto and Azal.

It have an aroma of summer ripe fruit. Some peach and floral notes.

In the mouth is light, but the sparkling sensation seems we are tasting a bubble wine instead of a Vinho Verde type. It have pear at the beginning, then transforms to dry mineral with some hints of melon and white plum.

Medium finish.

Rating: ★★☆☆☆

Note: sample send by the producer.

sábado, 5 de Julho de 2014

Xavelha 2010 Tinto

Segundo ensaio de um vinho de mesa Madeirense do mesmo produtor, após ter bebido o Palmeira e Voltas . Este tinto é feito literalmente de uma misturada de castas que engloba entre outras, o Cabernet Sauvigon e o Merlot.

Tem aroma perfumado, a tosta sobressai.

O vinho sabe a bagas mas amarga um pouco no inicio. Depois passa a  pimento padrão. Verdadeiro!  Tem muita especiaria desde o início até ao fim e depois transforma-se em pimento picante. Nota-se o contacto com a madeira.

Final longuíssimo.


Classificação: ★★★☆☆

Perfil estranho, difícil de emparelhar. Precisa de carnes fortes para combater o bicho.  Faz lembrar vinhos tintos da Bairrada ou então, os provenientes da Califórnia.

Second round with this Madeira table wine producer that provided before an interesting experience called Palmeira e Voltas. This red is literally made from a multitude of wine varieties lead by Cabernet Sauvigon and Merlot.

Perfumed, toasted oak aromas dominates.

The wine tastes to berries and it's slightly bitter at first. Then it evolves to real "Pimientos de Padrón"! Full of spice from the very beginning that ultimately transforms to red chilly peeper.

Very long finish.

Rating: ★★★☆☆

Strange profile, hard to match. Need strong flavor and seasoned meat to fight the beast. Reminds me some red wines from Bairrada and other from California.

quinta-feira, 26 de Junho de 2014

Penha d'Aia Reserva 2010 Tinto

Vinho biológico sem indicação de castas.

Aroma simples a frutos vermelhos.

O vinho sabe a morango e também parece que tem uma erva de tempero o que resulta estranho. Tem corpo e estrutura,  mas a compota de morango, a erva aromática e uma especiaria tipo noz moscada resulta imprevisível.

Final longo.



Classificação:★★☆☆☆

A experiência pode ser comparada a como comer arroz de tamboril e a acabar por saber a arroz à valenciana.


Organic wine without any indication of the wine varieties.

Simple aroma of red fruits.

In the beginning tastes to strawberries and it seems there is also some herb for seasoning purposes. It is an odd character. it has body and structure, but the strawberry jam blended with the herbs and some hints of what it seems is nutmeg, results unpredictable.

Long finish.

Rating: ★★☆☆☆

This is just like ordering fish and in the end it tastes like lamb.

Zéfyro 2009 Tinto

Feito a partir de Syrah, Alicante Bouschet, Aragonez e Trincadeira.

O aroma é barrento.

O sabor é indefinido, parece que anda por lá concentrado de fruta em passa e ameixa Rainha Cláudia em calda. Termina ligeiramente especiado e não surpreende. Tem excesso de álcool.

Final médio.

Classificação: ★★☆☆☆

Made from Syrah, Alicante Bouschet, Aragonez and Trincadeira.

The aroma is dull.

Taste lacks sharpness, it seems there are some raisin and "Rainha Cláudia" plum. Ends slightly spicy buts fails to be interesting. It is loaded with alcohol.

Medium finish.

Rating: ★★☆☆☆

Fagote Reserva 2011 Tinto

Feito de Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca e Tinta Barroca.

No nariz há madeirinha e fruta vermelha pronta a descascar.

Mediamente encorpado, entrada forte, adstringente com barba. Foge um pouco para a compota, sabor ligeiro a cereja com muito contacto com madeira.

Final longo e com uma ponta de pimenta que aparece no fim.

Classificação: ★★★☆☆


O clássico tinto que todos gostam de beber.

Made from a blend of Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca and Tinta Barroca.

In the nose there is lots of oak and ripe red fruit ready for a bite.

Medium body, starts strong and its astringent. Focused in the fruit jam profile with a light taste of cherry with lots of oak contact.

Long finish with some hints of spices in the end.

Ratting: ★★★☆☆

The classic red that everybody likes.

Rapariga da Quinta 2012 Branco

Feito de Antão Vaz e Verdelho.

Muito afoito de aromas. Minério e pintas de pera.

Na boca é fresco, leve, vivo, sem complexos, a base do sabor é a pera e dá prazer imediato.


Final médio, ligeiramente seco.

Classificação: ★★★☆☆

Perfeito para a esplanada no verão.


Made from Antão Vaz and Verdelho.

It is almost absent of aromas. It is mineral with some hints of pear.

In the mouth is fresh, light, alive, does not tries to be a premium wine. It is straight and simple based on a light pear taste and provides immediate pleasure.

Medium and dry finish.

Ratting: ★★★☆☆

Perfect for summer.

CARM Reserva 2010 Tinto

Feito a partir de Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca e Tinta Francisca.

Na frente sobressaem os aromas a sacos de gomas, algum fumado e madeira torrada.

O impacto inicial ė gordo e termina apimentado. O vinho é texturado e negro. Sabe a amora, ameixa preta, groselha e licor deposita-se no fundo.

Final médio.


Classificação: ★★★☆☆

Ótimo para  os almoços de domingo com a família em torno dos assados.

Made from a blend of Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca and Tinta Francisca.

Upfront aroma is a bag of gummy bears. Some smoky notes and toasted oak.

Starts fat and ends spicy. Its textured and black. Lots of plum, mulberry and gooseberry. Some licorice underneath the surface.

Medium finish.

Rating:★★★☆☆

Good for family lunches around roasted meat.

sexta-feira, 13 de Junho de 2014

Piteira 2012 Branco

Sem indicação de castas usadas e que de acordo com o produtor, tenta evitar a extinção da técnica de produção designada por vinho de talha.
 
Aromas a frutos secos e licor. Há vinhos do Porto que não têm tamanha opulência no nariz.

Na boca é vivo, com licor, frutos secos, liberta um balsâmico lento no final. O vinho é simples mas focado cheio e gordo. É mágico!

Final químico e longo.


Classificação: ★★★★☆

The producer does not provide the grape varieties that the wine is made of. It uses an ancient technique trough the usage of clay pots that is was close to extinction.

Lots of dried fruits and licorice aromas. There are some Port wines that lack such complexity.

Full of life, with licorice, dried fruits, releases balsamic very slowly. In the end the wine is focused and fat, despite being simple in character. It's magical!

Chemical and long finish.

Rating:★★★★☆